Governo declara área do polo metal mecânico de Açailândia estratégica para geração de empregos

Os trabalhos desenvolvidos na cadeia do aço pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), deram mais um importante passo nesta quinta-feira (12), em Açailândia: trata-se da declaração de área estratégica do distrito industrial privado da cidade, de propriedade da Aço Verde do Brasil (AVB).

A declaração está pautada na Lei 10.690, Artigo 20, que leva em consideração pontos como: que a empresa seja indústria ou agroindústria no estado, que a produção alimente outras cadeias produtivas voltadas para a geração de novas indústrias, além de ter grande volume investimentos, geração de emprego e renda.

A declaração da área estratégica para a cadeia produtiva do aço visando o polo metal mecânico instalado pela AVB, foi entregue ao diretor da empresa, durante visita realizada nesta quinta-feira (12), na AVB.

“ O secretário da Seinc, Simplício Araújo, explica que já há seis empresas que devem se instalar no distrito. “ Esse empreendimento já tem 2,5 bilhões em investimentos. Um parque que está sendo construído ao lado. Já temos conversado com seis empresas, três já estão com as tratativas bastante avançadas e o restante devem se instalar em 2022”, disse.

O distrito industrial localizado na AVB vai reforçar as potencialidades de Açailândia como polo produtor de aço e, com o condomínio empresarial, o adensamento da cadeia produtiva e o ciclo de fomento ao desenvolvimento empresarial será favorecido pela logística do Estado, formada por matéria-prima, ferrovias, rodovias, portos e eletricidade, o que vai reduzir custos dos empresários.

“Somos uma indústria estruturante. A partir da nossa indústria, diversas outras indústrias vão poder se instalar no estado. A nossa ideia é atrair empresas que hoje compram o nosso material e que estás levem para outros estados, principalmente no Sul e no Sudeste do país, é que venham montar suas filiais aqui no polo industrial em Açailândia”, afirmou Ricardo Nascimento, diretor da AVB.

Com a implantação do distrito, serão gerados 2 mil empregos, e há uma projeção de geração novos postos de trabalho nos próximos anos, e ainda, a expansão de investimentos na região.

Além de gestores da Seinc e da AVB, o prefeito de Açailândia, Aluíso Sousa também participou da reunião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *